Concluídos

Suplementação de vacas de corte no terço médio da gestação sobre a fisiologia, metabolismo e produção das vacas e bezerros – Javier Andrés Moreno Meneses, Karolina Nascimento e Matheus Galvão.

São cerca de 70 milhões de vacas de corte no Brasil. Pelo menos 2/3 delas são criadas em regiões com estações de seca e águas claramente características (ambiente tropical, principalmente cerrado) e passam por restrição nutricional (PB = 5 a 8%) no terço médio da gestação. Com este projeto, poderemos verificar fisiologicamente e quantitativamente (sobre a produção) o impacto da “correção nutricional” das vacas no momento da gestação mais importante para formação do tecido muscular esquelético.

Aspectos quantitativos da nutrição, fisiologia e metabolismo de vacas de corte em função do estágio fisiológico – Gabriel Miranda Moreira e Gleidson Aguiar

Sabe-se que o avanço da gestação provoca redução no consumo de alimento em fêmeas de ruminantes e, que durante os dias que precedem e os subsequentes ao parto, a redução na ingestão de alimentos é ainda mais drástica. No entanto, a redução no consumo de alimentos é proporcionalmente menor do que a redução no volume ruminal, sugerindo a atuação de mecanismos de compensação no consumo de alimento. Tais mecanismos de compensação podem estar relacionados ao ajuste da digestão da fibra e taxa de passagem. De maneira geral, há poucas informações sobre o efeito do tempo de gestação e lactação sobre o consumo, digestão e utilização de nutrientes em vacas zebuínas de corte. Não existem dados sobre efeito do tempo de gestação e lactação sobre as digestibilidade parciais da matéria seca e nutrientes no rúmen e intestino em bovinos de corte. Há pouca informação concreta sobre redução do volume ruminal e modificação da taxa de passagem em função do tempo de gestação e lactação em vacas de corte. Estudos realizados sobre esse tema não avaliaram a fisiologia e metabolismo animal de forma sistêmica, a ponto de, com base em tais informações, poder propor ajustes nos sistemas de alimentação para estes animais. Dessa forma, o projeto tem por objetivo quantificar os efeitos do tempo de gestação, parto e tempo de lactação sobre o consumo, digestão total, digestão parcial (ruminal e intestinal), balanço de uso de nutrientes, endocrinologia e metabolismo em vacas de corte. Espera-se com isso poder propor ajustes nos modelos de alimentação para vacas zebuínas de corte em função das diferentes fases dos estágios fisiológicos (gestação e lactação).

Efeitos do uso associativo de aditivos moduladores do ambiente ruminal sobre o desempenho, características de carcaça e expressão de genes envolvidos na lipogênese em novilhos Nelore x Angus – José Maria Oliveira Junior

A manutenção das condições normais do ambiente ruminal é um dos objetivos da terminação de bovinos de corte, pois alterações, principalmente no pH, afetam a produção e saúde animal. O amido é o principal constituinte do milho e é um carboidrato altamente fermentável no rúmen, e em razão disso, rapidamente ocorre a formação de ácidos orgânicos, que são responsáveis pela queda do pH ruminal. Uma alternativa para contornar esse possível problema é a utilização de aditivos moduladores da fermentação ruminal, como os antibióticos ionóforos ou não-ionóforos que são amplamente utilizados em dietas para bovinos de corte. Portanto, o objetivo desse trabalho é avaliar a combinação entre aditivos moduladores do ambiente ruminal e seus possíveis efeitos sobre o desempenho, características de carcaça, qualidade da carne e sobre a lipogênese de novilhos F1 Nelore x Angus.

Suplementação de vacas Nelore gestantes no período da seca e seu efeito sobre a eficiência alimentar, características de carcaça e qualidade da carne da progênie terminada com dietas sem ou com adição de lipídeos – Germán Darío Ramírez Zamudio

A interação de estratégias suplementares nas vacas gestantes e a alimentação da progênie com dietas de alta densidade energética usando gordura protegia durante a fase de terminação em confinamento, podem modificar e melhorar o desempenho, caraterísticas das carcaças e qualidade da carne. Diante disso, o projeto tem como objetivo avaliar a eficiência alimentar, as características de carcaça e a qualidade da carne de novilhos Nelore alimentados com dietas sem ou com adição de lipídeos, que tiveram suas mães suplementadas ou não no período de gestação. Ademais, objetiva-se determinar as expressões gênicas de enzimas envolvidas no metabolismo lipídico destas progênies.

Qualidade de carne e expressão de genes envolvidos na adipogênese em novilhos que receberam vitamina a ao nascimento – Felipe da Costa Maciel

A formação da gordura intramuscular ocorre do final da gestação até 250 dias após o nascimento, ou seja, para que bovinos de corte na fase de terminação apresentem potencial para produção de carne com alto teor de gordura intramuscular é necessário que ocorram estímulos para adipogênese no período fetal e/ou neonatal. Com isso, o objetivo desta pesquisa será avaliar a qualidade da carne e a expressão de genes envolvidos na adipogênese e lipogênese em novilhos com ou sem aplicação de vitamina A durante a fase neonatal.

Avaliação sistêmica do uso de creep-feeding em sistema de produção de bovinos de corte em pastejo – Matheus Castilho Galvão

Pesquisas envolvendo o uso de creep-feeding em sistemas de produção de bovinos de corte sob pastejo têm concentrado seus esforços em situações pontuais do ciclo de produção, verificando, quase sempre, efeitos sobre o bezerro até o momento do desmame.

Nós hipotetizamos que o efeito do uso de creep-feeding seja sistêmico, com efeitos residuais sobre o desempenho do animal nas fases posteriores à cria (recria e terminação) e também sobre a vaca. Hipotetizamos que vacas cujos bezerros recebem creep-feeding podem ter a produção de leite alterada, alterando também escore de condição corporal, deposição de tecidos e a função reprodutiva nas estações de monta posteriores (num sistema com uso repetido de creep-feeding em comparação a um sistema sem o uso do mesmo).

Serão avaliadas variáveis como: desempenho dos bezerros suplementados e seu efeito quanto ao gênero do bezerro (macho ou fêmea), produção de leite das vacas e ajuste de modelos não lineares para estimar a produção de leite de vacas de corte (curva de lactação), expressão de genes hepáticos relacionados ao crescimento e gliconeogênese, comportamento ingestivo dos bezerros em lactação.

Suplementação de vacas de corte no terço final da gestação: captação de nutrientes e transcrição de genes no fígado, músculo esquelético e tecido adiposo – Rodrigo Cístolo Lopes

Nos sistemas de produção de bovinos de corte criados em regiões tropicais, as vacas são muitas vezes programadas para parirem no início da estação chuvosa, quando a disponibilidade de pastagens de qualidade é alta. Como consequência, essas vacas passam a segunda metade da gestação na época do ano em que a disponibilidade e qualidade de alimento é pequena. Nesses casos, os níveis de proteína de pastagens tropicais são geralmente entre 4 e 8% da matéria seca.

Assim, com base na alta demanda de aminoácidos para a fase final de gestação, nós hipotetizamos que a absorção de nutrientes, o metabolismo hepático, do tecido adiposo e muscular esquelético pode ser drasticamente alterado quando vacas mantidas em pastagem de baixa qualidade recebem suplementação proteica no terço final da gestação. Portanto, nossa hipótese principal é que as vacas gestantes suplementadas com proteína bruta no terço final de gestação aumentam a abundância de marcadores para gliconeogênese no fígado, suprimento de aminoácidos no sangue, síntese e transporte de ácidos graxos no fígado e no tecido adiposo. Além disso, vacas gestantes mantidas em pastagens na estação seca do ano, sem suplementação de proteína bruta mobilizam tecido muscular esquelético para suprimento / demanda de glicose e aminoácidos para o crescimento fetal.

Este estudo objetiva avaliar se a suplementação de vacas de corte no terço final de gestação influencia positivamente a abundância de marcadores no fígado, músculo esquelético e tecido adiposo. Também objetivamos identificar possíveis mudanças no nível de aminoácidos circulantes em vacas de corte no terço final de gestação em função da suplementação de proteína bruta.

Qualidade de carne e expressão de genes envolvidos no metabolismo lipídico de novilhos nelore alimentados com grãos de destilaria – Viviane Aparecida Amin Reis

Objetiva-se avaliar os efeitos da inclusão do grão seco de destilaria (DDGS), oriunda da produção de etanol a partir do milho, em dietas para bovinos de corte terminados em confinamento sobre a qualidade da carne o perfil de ácidos graxos e a expressão de genes envolvidos no metabolismo lipídico no tecido destes animais. Também será objetivo avaliar como este ingrediente afeta a biohidrogenação ruminal e o microbioma ruminal.

Desempenho, aproveitamento pós-ruminal do amido, qualidade da carne e processos inflamatórios em novilhos Nelore e F1 Nelore x Angus terminados com dietas de Grão de milho inteiro e com inclusão de bagaço de cana – Aline de Castro Rodrigues

Descrição: O presente estudo tem como objetivo avaliar a eficiência alimentar, qualidade da carne e a digestibilidade dos nutrientes de dietas sem volumoso, em novilhos Nelore e F1 Nelore x Angus terminados em confinamento e alimentados com milho grão inteiro e com a inclusão de bagaço de cana. Objetivos Específicos Verificar se há diferenças no teor de amido fecal em dietas de alto grão, compostas por milho inteiro e com bagaço de cana bem como se há diferenças nas concentrações fecais de amido entre animais Nelore e F1 Nelore x Angus. Analisar a atividade de α-amilase pancreática em novilhos terminados com este tipo de dieta. Quantificar a capacidade de absorção no pós-rúmen de glicose oriunda do amido, em animais Nelore e F1 Nelore x Angus. Determinar a expressão gênica da proteína carreadora de glicose (SGLT1). Ocorrência de processos inflamatórios nos animais, causado pelas dietas.